Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pilantras com o Ventor

O gato Ticas, nos trilhos do Ventor

O gato Ticas, nos trilhos do Ventor

Pilantras com o Ventor


Bem-vindos aos Blogs do Ticas, este vosso novo amigo na Blogosfera

Venham comigo, com o Quico e com o Ventor

Pilantras - o Ticas
Caminhem aqui com o Ticas, o Ventor e o Quico
Caminhem n'A Grande Caminhada do Ventor
Caminhem também por estes trilhos
O Ticas nos Trilhos do Quico: com o Ventor

O Fotoblog do Pilantras: sempre com as flores

Pilantras - o Ticas: recordarei sempre o Quico

Venham connosco. A Grande Caminhada nunca acaba!

15
Ago13

Um Ninho

Pilantras

Depois de umas pequenas passeatas por aí, em volta e de eu ter postado alguns posts, como os escambrueiros e Caminhando por Sintra, achei por bem fazer um com a família da Isabelinha, a velha amiga do Quico e do Ventor.

 

O Ventor mostra-me tudo. Até me trouxe um ninho para casa!

Este ninho foi feito por descendentes da Isabelinha, a galinha d'água que gostou de informar o Quico como era e tinha sido a vida dos seus ascendentes e delas pelos riachos nas encostas de sol e flores, nos arredores de Lisboa.

 

 
Um ninho de galinha d'água a céu aberto, sobre uma rocha do rio
 
 
No centro do rio, sobre uma rocha, apenas coberto com o manto azul do céu, como o berço do Ventor
 
Quando o Ventor caminhava uma manhã junto a uma das ribeiras que rasga as encostas soalheiras da Grande Lisboa, viu uma das descendentes da sua amiga Isabelinha, aparecer-lhe pela frente sem saber de onde. Depois viu a galinha d'agua agachada por trás da pedra que lhe sustentava o ninho.
 
 

A galinha d'água a chocar os seus ovos

 

O Ventor voltou lá noutro dia e apanhou-a no ninho a chocar os seus ovos, toda encantada sem lhe fugir porque ela sabe que o Ventor não lhes faz mal.

 

 

O machão da galinha vela pela segurança deles e dos seus ovos
 
Perto do ninho, o seu machão velava pela segurança de ambos e dos ovos. Tentou, perante a proximidade do Ventor, esconder-se naquele cano de águas residuais, um dos seus fabulosos esconderijos, porém, reconhecendo que o Ventor não era uma ameaça, desistiu. Belezas penudas, companheiros do Ventor e eu, aqui, esperando as fotos. Estas não são nossas vizinhas mas são iguaizinhas.
 

Pág. 1/3


Sutton Hoo

Parece uma máscara do dia das bruxas mas não é. É uma réplica de um elmo encontrado numa localidade inglesa chamada Sutton Hoo. Dizem ser da Alta Idade Média e foi encontrado numa sepultura de um líder anglo saxão


A Cruz da Vitória

Com este sinal o piedoso é protegido. Com este sinal o inimigo é vencido.

A Cruz da Vitória foi feita por artesãos francos às ordens de Afonso III das Astúrias. Esta cruz converteu-se no símbolo do reino das Astúrias e está guardada na Câmara Santa da Catedral de São Salvador de Oviedo


O Vexiloid de Alexandre Magno



Foi atrás do drapejar deste símbolo que milhares de homens seguiram Alexandre Magno. na Europa (Macedónia, Grécia), na África (Egipto) e na Ásia (através do Império Persa).


Jasão, herói grego

Douris_cup_Jason_Vatican_16545DP.jpg


Jasão, o herói grego que foi com os argonautas buscar o velo de ouro à Cólquida, hoje localidade na Geórgia, no mar Negro. Ele está a ser regurgitado pela serpente ou dragão que guardava o velo. Atena estava a interferir por Jasão

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds