Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bem-vindos aos Blogs do Ticas, este vosso novo amigo na Blogosfera

Venham comigo, com o Quico e com o Ventor

Pilantras - o Ticas
Caminhem aqui com o Ticas, o Ventor e o Quico
Caminhem n'A Grande Caminhada do Ventor
Caminhem também por estes trilhos
O Ticas nos Trilhos do Quico: com o Ventor

O Fotoblog do Pilantras: sempre com as flores

Pilantras - o Ticas: recordarei sempre o Quico

Venham connosco. A Grande Caminhada nunca acaba!



A Cama 24

por Pilantras, em 22.12.13

Um dia o Ventor falou, na sua Caminhada (A Caminhada do Ventor),  da cama 24. Hoje, desde as duas, três ou mais da manhã, o Ventor falou-me dessa cama. A Cama 24, segundo me disse o Ventor, tal como todas as camas 24, de todos os serviços de saúde de todo o mundo, são camas de desespero. Em seu redor existem os Corredores do Desespero. Essa cama 24 foi, em 2005, uma cama de desespero da minha Dona, nessa altura, Dona do Quico, o grande amigo do Ventor e dela.

 

 

A minha Dona é como esta flor, mesmo mais bonita e o Ventor colocou a Dona a falar comigo ao telemóvel. Agora eu quero estar sempre onde está o telemóvel a ver se a ouço

 

Hoje, depois de eu tanto perguntar ao Ventora onde deixou a minha Dona, ele disse-me: " deixei-a nos corredores do desespero, Pilantras"!

Eu não sou como o Quico. Levo tempo a penetrar nas perguntas e respostas dos humanos mas, de manhã, a minha Dona telefonou ao Ventor a dizer-lhe que estava na Ortepdia não sei quê, na Cama 24.

 

O Ventor respondeu: "mau, mau, mau! E eu não estava aí para ouvir chamar a Senhora da Cama 24!

Então o Ventor explicou-me tudo.

 

A primeira cama 24 da minha Dona foi, em Fevereiro de 2005, na Clínica de Santo António da Reboleira quando fez a primeira operação. Agora, quando se prepara para a 8ª operação cirúrgica (quase uma por ano), voltou a caber-lhe uma cama com o número 24.

 

E disse-me: "tu também tinhas a pata estragada, Pilantras. Andavas aí no jardim com a tua pata direita no ar e, eu, levei-te para Lisboa para o Hospital dos Animais, onde trataram da tua pata. Estiveste lá a ser tratado durante uma semana, numa espécie de Unidade Ortopédica como aquela onde a Dona está desde ontem. Depois ficaste cá em casa a tratar-te e ficamos amigos para sempre. Não tivéssemos feito isso e os cães poderiam ter-te matado".

 

Assim já fiquei a perceber tudo!

A minha dona anda pelos Corredores e pelas Camas 24 do Desespero. Agora já percebo como a vida dos humanos e dos animais, de todos os animais, é feita de alegrias e tristezas.

Mas o Ventor deixa aqui, para os Seguranças do Hospital onde a minha Dona está internada, um obrigado especial pela colaboração prestada e, especialmente, para a Senhora que, quando o Ventor se aproxima e lhe diz na brincadeira: "agora é a tal visita oficial". Ela lhe respondeu surrindo: "que tudo vos corra bem. Leve um beijinho para a Dona Gisela".

Obrigado também a todos do,

Pilantras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


2 comentários

De Tina a 23.12.2013 às 08:17

Só acontecem os problemas as pessoas boas... Bolas! Como lamento...
Resta-me desejar-vos muita força e muita coragem ,meus amigos queridos,,, que Deus vos acompanhe sempre nesta vossa caminhada, que não tem sido nada fácil!
Melhoras da minha querida amiga!
Beijinhos para os dois... Gostamos muito de vocês! Vocês são a nossa família... Vcs sabem!
Estamos convosco! FORÇA UMA VEZ MAIS, GI.... TENS SIDO SEMPRE UMA MULHER CORAJOSA E LUTADORA.... VAIS CONSEGUIR SUPERAR ESTA FASE... CONFIA!

De celisa rodrigues a 26.12.2013 às 11:38

Vai tudo ficar bem. É mais uma dura prova. Não seria necessária porque já provaste tudo . Mas a magia deste universo não se deixa conhecer. É um segredo guardado e somos tão pequenos para compreender. Foi mais um Natal, um Natal de vento e chuva. Outros Natais virão, melhores de certeza. É assim a nossa fé e a nossa esperança. Dirão muitos que saímos fortalecidos destas provações. Talvez sim. é melhor acreditar.

Para a Gisela
Natal de 2013

Comentar post




Sutton Hoo

Parece uma máscara do dia das bruxas mas não é. É uma réplica de um elmo encontrado numa localidade inglesa chamada Sutton Hoo. Dizem ser da Alta Idade Média e foi encontrado numa sepultura de um líder anglo saxão




A Cruz da Vitória

Com este sinal o piedoso é protegido. Com este sinal o inimigo é vencido.

A Cruz da Vitória foi feita por artesãos francos às ordens de Afonso III das Astúrias. Esta cruz converteu-se no símbolo do reino das Astúrias e está guardada na Câmara Santa da Catedral de São Salvador de Oviedo




O Vexiloid de Alexandre Magno



Foi atrás do drapejar deste símbolo que milhares de homens seguiram Alexandre Magno. na Europa (Macedónia, Grécia), na África (Egipto) e na Ásia (através do Império Persa).




Jasão, herói grego

Douris_cup_Jason_Vatican_16545DP.jpg


Jasão, o herói grego que foi com os argonautas buscar o velo de ouro à Cólquida, hoje localidade na Geórgia, no mar Negro. Ele está a ser regurgitado pela serpente ou dragão que guardava o velo. Atena estava a interferir por Jasão


Mais sobre mim

foto do autor






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.